Pensar e Observar

Tenho alguns professores que adoram contar histórias paralelas durante a explicação de algum assunto durante a aula. A maioria delas sobre descobertas que não exigiram muito esforço apesar de serem de muita importância para o mundo da ciência.

Quantas vezes no dia você para totalmente e fica observando algo? Tenho certeza que raramente, ainda mais nesses tempos agitados que vivemos hoje. Se formos fazer uma analise das grandes descobertas do passado grande parte das mais conhecidas se deu por acaso ou simplesmente porque alguem dedicou seu precioso tempo na terra que nunca mais voltara para aprender mais sobre algo, um grande exemplo é o famoso Darwin.

Darwin fez uma viagem pelo mundo abordo do Beagle, nela ele observou e pensou muito (mesmo sem querer ele faria, mar, água, MUITA, água) de seus pensamentos surgiu uma teoria que mudou a forma de pensar do mundo acadêmico. Alguém conhece um exemplo melhor de conhecimento a partir da observação?

Essa semana ouvi uma explicação do porque temos mais biodiversidade nos trópicos, uma síntese rápida seria assim: todos sabemos que na faixa entre os trópicos os raios solares incidem com um ângulo mais acentuado que no resto do planeta, nossos produtores de energia no planeta são as plantas, elas criam energia a partir do Sol se essa energia produzida é maior menos energia se perde ao longo da cadeia e conseqüentemente mais energia os animais terão para se reproduzirem e isso levara a maior variação genética da comunidade, devemos lembrar que todo animal é oportunista (onde tiver chance ele não deixara passar) se o alimento esta disponível ele não ira pensar duas vezes para se alimentar.

Todas essa informações são coisas que eu sabia mas que combinadas conseguiram explicar algo realmente incrível. O que me faltou para saber a resposta assim que a pergunta foi feita? Certamente pensar, dedicar mais tempo da vida a pensar não é deixar a vida passar é deixar a vida mais interessante.

Depois dessa aula resolvi tentar pensar em coisas que nunca pensei antes. Por que aquela aranha paro de fugir de mim quando encontro uma sombra para se esconder? Por que ela começo a fugir novamente assim que soltei um “bafo” nela?

Esse é um post mais filosófico do que instrutivo, mas considerei mais importante do que qualquer outra coisa que aprendi no momento. Se alguém ler isso espera que seja útil e mude a sua forma de pensar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: